segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

Aguardela

É triste, mas assim corre a vida!
O grande amigo João Aguardela, deixou-nos...
Grandes lembranças que tenho deste artista singular, e único. Cada vez que se falava em Aguardela, ou Naifa, ou Megafone, ou simplesmente Sitiados, lá vinha a lembrança dos tempos do liceu. As matinés de Domingo na "Nova Vaga" , ou na "Kiay" aos saltos, ao som d´"Esta vida de marinheiro", girando num modo folclórico trocando as voltas e revoltas, ..., numa mistura de holofotes psicadélicos de vermelhos amarelos azulados.
Tudo numa euforia controlada, num misto de calor, suor e risadas. Sons que me remetem a um ambiente bucólico, jocoso da altura: Peste e Sida - "Sol da Caparica" e "Vou p´ra Jamaika"; Pogues - "La Fiesta"; Despe e Siga - "A festa"; Sitiados - "Esta vida de marinheiro" e "Vamos ao Circo", ..., misturados com bom grunge que surgia entre nós comoos amigos Nirvana e para sempre os Pearl Jam.
Outros tempos, e grandes sonoridades que ainda perduram na minha parteleira discográfica.
O muito obrigado pelas sonoridades que deixaste João, e pelos momentos que passei á conta delas.
(...)

Sem comentários: