terça-feira, 20 de janeiro de 2009

O pai faz anos...

O pai faz anos.
É verdade o patriarca faz anos: 6 décadas e 3 unidades, diz a filhota (matemática e estudo do meio 3º ano ensino básico). E o balanço, é positivo; após 12 sessões de quimioterapia, e muitas dores de cabeça, quase a perder as estribeiras, estamos contentes, e suspiramos de alívio. Vai fazer um ano em Fevereiro, que detonou a bomba, e hoje passado o que passou, está cá; sob vigilância é claro, mas melhor do que estava na altura. Louros á esposa que desconfiou de tudo e todos, relativamente aos diagnósticos apresentados: o sexto sentido das mulheres, ou o ter olho para a coisa ( eu sempre lhe disse que devia estar no ramo da medicina).
Ainda se comenta o dia preciso do nascimento: o famoso 15 de Janeiro, que hoje se encontra absorvido pelo dia 20 de Janeiro. "O avô nesse dia estava a tocar com o seu clarinete, na filarmónica da Bidoeira, nas festas de Santo Amaro da Ortigosa, e a gamela do almoço, levava couves de corte com feijões frades e sardinha assada... eh eh eh eh ", conta-nos todos os anos neste preciso dia com a mesma alegria, como um facto histórico a denotar para o infinito. "Depois, atrasou-se a fazer o registo do meu nascimento, e para não pagar multa no registo cívil, na altura mentiu, dando a data de 20 de Janeiro, para o meu nascimento". Mas embora a ouça á vários anos, fascina-me todos os anos a mesma crónica, como se fosse a primeira vez. O brilho do olhar, o relembrar dos factos, a dureza da vida de outrora, a alegria do estar rodeado por nós e pelos netos,...
Parabéns!

Sem comentários: