quinta-feira, 1 de janeiro de 2009

O reveillon deste ano...

Passagem de ano. Transicção para um novo rumo de vida (é os votos e a minha esperança para este ano em que entro). A ver vamos, diz o cego.
Estas comemorações para esta passagem, foram diferentes: rumo ao inesperado, o que cair caiu. Nada de planos; uma ideia aqui, outra ideia ali, e nada de concreto. Correu bem! Como anteriormente, nas festividades do Natal, tinha a ideia de passar o momento 00:00, em família, com os filhotes e a esposa (que acabou por acontecer). Pelo decorrer do dia foram surgindo convites espontâneos: um jantar aqui, um copo ali, uma saída acolá, e a coisa compôs-se. Também não me lembro de ter passado uma passagem de Ano Novo sem excessos. Coisa mesmo light: carnes grelhadas na chapa (bife, fevera, picanha), camarão frito picante (ok este é um ataque puro de colesterol), robalo grelhado na chapa (não provei, sinto-me com remorços agora de não o ter provado), salada de alface e tomate, vinho boa escolha (Marquês de Borba - Alentejano, e um vinho do Douro que não me ocorre o nome), fruta da época (laranjas,pêra, maçã), doces vários no tradicional "pijama" (mais umas bombas: Bolo de Chocolate, gelado de Baunilha e mousse de Limão num só prato), café e escangalhado que passou para o dia de Ano Novo ao almoço. Nada de excessivo, nada de apanhar a piela, nem de enxarcar a vela, ou molhar a pragana. Entrar o Ano Novo com uma refeição dietética em casa dos sogros.
Depois do momento da contagem final para o 00:00, deitamos os miúdos em casa dos avós, e fomos desfrutar um pouco do início do Ano de 2009. Uma escolha espontânea e por unanimidade do grupo, para uma danceteria; sim, é verdade, uma danceteria, com sonoridades de cha-cha-cha, bossa nova, revaldeiras, lambada, tango, kizomba, ...( ui! este ultimo tá difícil de entrar); um momento diferente, sempre com aquelas querelas de pisar pés, não acertar o passo, fugir para o centro, emporrão daqui e dali, enfim coisas com que alguns bailarinos profissionais não têm que se preocupar.
E assim foi a entrada para este Ano Novo de 2009, ao ritmo da dança.
Vamos lá ver como baila o ano. A ver vamos...

Sem comentários: