quinta-feira, 19 de março de 2009

Dia de Pai

A páginas tantas de uma semana de trabalhos curriculares intensos, para um dia que se avizinhava neste calendário de Março primordial, recebi com imensa alegria um recorte de cartolina castanho, salpicado de imensas cores (tipo aspergido), com a configuração de um automóvel, recheado no seu interior com esta pequena mensagem escrita, que me paralizou por breves instantes e me fez perceber o porquê da preocupação da minha filhota em não entregar a tempo a dita mensagem:
"Querido pai gosto de ti como nunca ninguém gostou.
Espero que este dia do pai te poça lembrar alguma coisa, principalmente lembra-te de mim! Pois eu lembrar-me-ei de ti e da nossa família.Um abraço da tua filha
"
Fiquei sem ... nada.
Obrigado filhota!
O pequenito também me deu das suas palavras, tão importantes quanto as da irmã:
"Papa, cumm,... " (ou seja papa sou eu) e uma beijoca com mais cinco.
Obrigado filhotes.... mas neste dia a melhor prenda são vocês!

Sem comentários: