terça-feira, 19 de janeiro de 2010

Dilúvio ...

Vou abrir o ralo, que esta chuva já me chega aos calcanhares, … arrefecem-me os pés “e depois diz que tens tosse” diz o pai. Penso que já chega, … a terra está lavadinha; … já calhava bem uma flor aqui e outra ali, … uma toalha no chão, … uma árvore grandiosa com a sua sombra majestosa, … um pic-nic, e um verde prado com luzernas amarelas a espreguiçar, … definitivamente espero que o ralo se abra. O nariz já pinga…

Sem comentários: