sexta-feira, 4 de junho de 2010

Insólitos matinais...

Ahhhhh! Feriado!... Vou pôr este coirão, a descansar toda a santa manhã, e de tarde, se o descanso tiver sido insatisfatório e insuficientemente benéfico, vou lagartar...
"Olha! E se fôssemos ....?" perguntou inesperadamente, enquanto eu moderava o ultimo pensamento que tivera, sobre modos de incentivar o "não fazer nada" neste dia, e a forma de lhe tirar toda a restea de alento...
Realmente, é um bom partido! O tempo promete ser solarengo, e abafado, ... por isso vamos!
"Petiscamos algo em jeito de pic-nic, á fresca da mata; depois seguimos!" o consenso, o desejo e a oportunidade generalizou-se...
"Tenho uns calções á homem grande, para o pequeno; vão lhe ficar a matar!" vestindo o pequeno nums nano mini micro boxers, ... ele aproveita, e junta-se aos flashes da passerelle e faz a pôse, com as mãos á cintura, ostentando um delineado trapézio á super-homem... a filhota, um biquini, não ás bolinhas amarelas, mas de moçoila de 14, ... Jesus! Como eles crescem,...
Saco de brinquedos, de toalhas, de literatura, de lanche, de protector, chapeu de sol, á porta e a caminho do autocarro, ... bilhete carimbado, ... seguimos vestidos a preceito para a tarefa, ...
"... e para onde?" pergunta a esposa, em jeito de multipla resposta ...
"Heuuummmmmmm!, ... Vieira, Pedrogão ou S. Pedro!" por unanimidade fica S. Pedro, que é tipo canivete suiço, tem Mata Real, mesas, fresca, areia, mar, sol, espaço, estancionamento, ... ao longe uma barra de névoa.
Sítio escolhido, estiramos o estendal, ... os míudos impacientes atiram-se á areia como se não houvesse amanhã, ... "eles hoje levam a areia; amanhã levo eu o cimento, e entretanto fazemos umas obras!"
O solarengo dia, começa a ficar acachado por uma manta de enevoado, ...
Aproveita-se a tarde, á volta do chapeu de sol, das toalhas estendidas, dos brinquedos espalhados, ...
"Pai! Vamos á água?" pergunta a filhota impaciente, para o baptizmo, e abertura oficial dos banhos estivais ... seguimos para um lugar mais desimpedido de pequenas rochas subaquáticas, para não haver surpresas de ultima hora, ... e como acreditamos, zumba! de uma vez só, ... é fria a cair para gélida, mas enrigece a alma, ... "está espectacular, pai!" batendo os dentes de coragem, e não de frio, penso eu ...
... por mim sabe sempre bem, o salitre que tempera o coirão, a brisa salgada que limpa as narinas, ... acorremos ao refúgio onde abancámos, onde nos espera o pequeno estupefacto, e a mãe pronta a embrulhar, o corpo da filhota, ...
Decididamente, o tempo enevoado, força e empurra-nos para deixarmos a costa limpa, ... refazemos a trouxa, e deixamos, energeticamente contentes e animados o areal, ...
Definitivamente, tenho que admitir, habituar, e precaver que os insólitos matinais da esposa, tem boas soluções para preencher um dia de "não fazer nada" , ... repentinas, fulminantes e inesperadas, mas tem nota máxima, ...

2 comentários:

natalia oliveira disse...

Nunka se planeia mas sabe bem!!!!!

Barbara disse...

Não sinto ter sido dia ruim mas lagartear é bem melhor!
De qualquer modo, recebestes as benesses da generosidade a tua e a do mar.
Yemanjá te abençoou neste dia.