segunda-feira, 8 de junho de 2009

A vida caminha

A piropos e pegadas tantas, um prado verde assinalado com um velho sobreiro, de hastes largas e frondosas, sombreando luzerna amarelada, com a sua ramada esverdeada; galgo o muro de pedras amontoadas, e descanso á sua sombra. Abro a sacola; estendo o pano, o pão, o queijo, e o vinho. Divido comigo o repasto, … e ao calor do dia, vem a fadiga, … por hora descanso um pouco; a jornada parece-me longa; … adormeço sobre desejos concretizados, e sonhos que nascem…

1 comentário:

mixtu disse...

a paginas tantas... uma pagina verde...
desenhada...
um descanso merecido na leitura do Livro...
a bucha ou a petica...
dia comprido...
concretizações e quereres que renascem sempre...

abrazos serranos y europeo