quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

Carnaval e entrudo!

Passou a fase do carnaval, ...ou do entrudo!
Não é uma das minhas fases favoritas, mas enfim, ... tenho que passar por ela como toda a gente!
É o carnaval, onde a carne entra ao rubro! Carne na gastronomia, e desfile das carnes! Na gastronomia, o abusar da carne em cozidos, feijoadas, bem recheadas, enfim até ao limite da Segunda-feira gorda, com queda inclusivé para a Terça-feira de Carnaval! Ui! É só para a engorda! Após estes dias temos o peixe, o jejum, a abstinência e o sacrifício! No desfile das carnes, temos a folia, o corso, o samba, a bailarina, o calor, o corpo oleado, a dança, o contorno do movimento, o diabo no corpo,... o carnaval na sua essência - o desfile da carne.
Ainda sou do entrudo. Ou melhor costumava conviver com o entrudo, em que íamos de casa em casa, palmilhando toda a localidade, vizinho em vizinho, com uma voz esgrazinada, ainda por definir, e mascarada, pedir: " Tio, tio! Dá um ´cadito de chouriça?" E no final as diabruras! Eh eh eh eh!
A filhota este ano lembrou-se de percorrer a terra com a antiga tradição. Ela e mais três entrudos; e tiveram sucesso, embora o povo já não dê chouriça, mas sim doces. Surpreendeu-me... Andar a pé pela terra, de casa em casa a pedir "chouriça", ou melhor a pedir qualquer coisita, é um autêntico desafio ao acto da coragem e desinibir da personalidade. Parabéns!

Sem comentários: