sexta-feira, 4 de março de 2011

Super Hero ...

Não sei o que se passou, ... e se passou, foi totalmente ao lado. O choro, o ensufrinhado, o colo, ... sei lá! Uma reacção nunca esperada.
Este ano, no jardim de infância,  o desfile carnavalesco, era de tema livre; cada um escolhe a sua fantasia, a seu belo prazer, digamos.
O grandão escolheu a sua, ... um imponente herói, na sua fatiota de licra azul, com o "six pack" todo evidenciado, peitorais sobressaídos, braços de Atlas, e capa que esvoaça de vermelho!
Empolgado, para se apresentar aos amigos, como o salvador, contra padeiros, sardinheiras, spider-men, batmen, cowboys, palhaços, ... e limpar o ... jardim de infância, de todos os malfeitores.
Não correu bem; as nossas expectativas, de ver o grandão, extravasar alegria, gritos, sorrisos, saltos, ... ficaram por terra. Nada feito! Choro, mimo, ranhoca ... enfim, nada que estivéssemos á espera.
Penso eu, que estava por lá escondido o vilão com a sua super arma da tristeza, e apanhou desprevenido o nosso super-herói, com um golpe fortuito, e baixo! 

Sem comentários: