segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

O bom do Natal


Este Natal foi diferente dos demais, sem sombra para dúvidas, … senti que sim. Talvez agoiro da dita crise, ou o afoito de presentear quem nos acompanha na vida, quem nos ama no dia-a-dia; não sei … das duas, três.  
As vitrinas de ostentação, luxúria, inveja, … um rol de “não sei o quê”. Foi literalmente, nu, puro e cru consumismo desenfreado.
E contra mim falo, … esqueci-me do verdadeiro espírito do Natal. Se ele soubesse, o quanto o valorizei, e agora, o quanto o desprezei … O olhar ao lado, de quem fica desabrigado, só, doente, desnutrido, frio, … esquecido. Devia de me ter flagelado, … ter espetado dois pares de estalos, bem dados, … e acordar para a realidade. Mas não! Cabisbaixo, deixei os braços caídos, e nem um dedo mexi … deixei-me levar.
Pelo canto do olho vi, e valeu pelo dia,... o que eu vivia á 30 anos atrás, … acordar dia de Natal bem cedo, … chamar o mano, … correr desvairado para o presépio, … sentir o calor da fogueira já acesa, … os pais que nos aguardavam impacientes pelo momento, … e abrir as prendas: um chocolate Regina, e um par de meias de algodão para usar na missa de Domingo.
Desejei chorar, pelos momentos nostálgicos, … pelo acordar de sensações de cada Natal que vivi, … é a sensação do “ó tempo volta p´ra trás”, do coração mole, …
O filhote, deslumbrado em regozijar-se com um brinquedo que fala, … a filhota, uns livros que tanto aguardava … foi a magia. Valeu pelo momento, valeu pelas pequenas coisas, que eles não exigem …
Mesmo assim, na ponta do coração mole, lembrei-me e desejei-lhe a todos, sem excepção, uma boa noite quentinha de amor, fé e esperança, … claro que não enche a fome, não aquece o frio, não acalma a doença e a solidão, … mas o desejo está traçado, porque o Natal é quando o homem quer, e não quando o calendário manda.
Um bom Natal … para todos os dias. 

2 comentários:

Marisa disse...

Um bem haja a quem tem o dom de nos presentear com tais palavras de conforto...ora isto sim é Natal!
O cantito do olho ainda ficou em banho de água mas lá se conteve!
Palavras escritas com uma simplicidade de nos encher a alma.
Obrigada por partilhares "o lado bom da vida".

Por pmns
29-12-2011

El Matador disse...

Também sofro da nostalgia dos natais passados. Muito bom o texto.

Por qualquer razão não estou a receber as actualizações do teu blog.

Abraço.