sexta-feira, 19 de março de 2010

Que belo dia, pai...

Já o dia indica o seu término, e sorrio para eles; ... acabei de aconchegar as mantas bem juntinho dos sonhos... o pequeno, suspira, e retoma á sua "chucha" relachante, inspira aventuras; ... a filhota, depois duma possível "influenza", retoma ao recobro, não gosta de adoecer, ... respira o descanso, expira o cansaço, ... são os meus lindos...,  continuam a ser o meu homem grande, e a minha princesa ... premei-os todos os dias com um beijo, ... ora na face, ora na testa, ... merecem. Hoje os livros descansam, ficam de folga, ... não há histórias, mas sim momentos, ...
"Que belo dia, pai..." disse-me a filhota no seu sorriso...
Saudei o meu pai com um belo aperto de mão, e um "parabéns pai" ao seu olhar, porque sei que também gosta de ser mimado, ...e sinto, que se necessário, o meu pai me aconchega as mantas como fazia, e o faço agora aos filhotes, ... obrigado pai, por me ajudares a voar...
Bem, vou descansar, ...

Sem comentários: