segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Não dói nada…

Após anos de adiamento, a coragem e o empreendimento, sobrepõem-se. Que se dane e lixe… não deve doer.
Começamos há um ano, mais troco menos troco, com todo o processo de ingresso na futura vida académica. “… mas, … já viste a nossa vida! Todas as alterações que iremos dar ao casal e á família?” ponderou, enquanto preenchíamos um dos primeiros e longos impressos burocráticos, para possivelmente entrar num curso superior. Gesticulei o meu horário semanal; “… aperto o trabalho aqui, a lida da casa ali, e resta todo este tempo para os miúdos, nós e amigos… eu agarro o desafio. Serão 3 ou 4 anos. Não dói nada… Tu preocupa-te unicamente com o estudo!” ordenei, apoiando-a a não sucumbir perante uma dúvida, que poderia desmoronar, com este seu objectivo futuro.
O ano passou; ela ingressou; e como previsto, a rotina alterou… recordei ás uns dias, uma das várias histórias do meu pai, enquanto emigrante: “… dormia-mos (4 ou 5 homens) num apartamento, com uma cozinha, um quarto e uma sanita; enquanto um cozinhava numa placa eléctrica, outro lavava a sua roupa, outro tomava um banho de balde, outro ajeitava a casa, e outro ia ao marché ; a coisa andava, e toda a gente sobreviveu para estar aqui, … e mais, os tempos eram outros.”, tem toda a razão. Quem assim viveu uma série de anos, conta estas histórias, e ouve um filho a dizer que tem de fazer alguns sacrifícios, em prol de uma futura estabilidade profissional, económica e social, ainda acha piada aos meus argumentos.
O ambiente estudantil sente-se por toda a casa; livros de Direito, marcadores, Constituição, pen, apontamentos, garrafa de água, lápis, caneca de um chá, mesmo ao lado do laptop; a flauta, sebenta, caderno pautado, aparas de lápis, o Magalhães; livro dos animais 0-2 anos, o Noddy, caixa com formas, carros e Lego´s; … o homem é realmente um animal de hábitos; adapta-se a cada nova situação… organizo-me agora de maneira diferente: ir buscar os miúdos; banhoca; ver TPC´s; aquecer jantar (previamente confeccionado na noite anterior); jantar; falar com a filhota sobre o dia; descobertas do piqueno; uma ou outra brincadeira; tratar da cozinha; tratar da roupa suja e da roupa deles para manhã seguinte; leitinho; dentes; e deitar; … ufa! Amanhã á mais…

Sem comentários: