terça-feira, 25 de agosto de 2009

Acabou? Ainda não? ...

O mês de Agosto, ... o pico do ano ...
... sol, calor, refrescos, mines, praia, bronze, gelados, saladas, piqueniques, férias, festas, t-shirts, calções, biquinis, chinelos, matraquilhos, sorna, sestas, noitadas, bandas, concertos, caipirinhas. esplanadas, ..., chuva, frio, melgas, moscas, filas, trânsito, emigrantes, suor, confusão, ruído, ressacas, areia, gripes, fast-food, ...
Ufa!... finalmente está quase a terminar o mês de tanta emoção. Ainda não acabou? Ainda há mais?
No entanto tenho que pensar positivamente, num regresso á normalidade; estes picos do ano, são do melhor, mesmo que o coiro e a ialma, sintam na pele. Abrasa-me todo! Tenho que voltar a estagiar no gymnasium, e num ou outro liber, para repor a forma: mens sana in corpore sano.
Mas o pico do ano, definitivamente, começa a pousar de novo; a euforia do mês está a passar e a decrescer; já se sente o cheiro do vinho novo, da escola, do calor da lareira, das noitadas com os amigos de sempre, ... Ainda um dia destes comentava, o quão engraçado era o mês do pico do ano: de repente o mês tornava-nos distantes das amizades de sempre, como se perdêssemos o contacto visual de tudo e todos: ..." É a época das férias; de receber as famílias e os amigos de longe; da nossa folia aproveitar o calor da vida; um pico de carpe diem "... disse-me um viagante. Vem aí o reencontro, ...

Sem comentários: