segunda-feira, 13 de julho de 2015

Parabéns "grandão"...


Sei que ainda não te interessa muito este "patuá", como diz o avô Fagulha, mas este dia importa ...
Não é só quando nos aparece um pelo no peito que nos tornamos homens, mas sim quando temos o olhar de traquina, visão de destemido, coração de manteiga, pelo na venta, doçura no momento, saudades de colo, orgulho no ser, alegria no sorriso, inocência nos comentários profundos, cabelo de rebeldia, sentir profundo, imaginação de criança, bom ouvinte de histórias, bom "vivant", cavaleiro desenrascado, ... "um verdadeiro indio", no verdadeiro sentido da palavra, ... carácter e fortuitas qualidades que vejo no "grandão", que é um amor de homem. Parabéns filhote.

Sem comentários: