terça-feira, 20 de janeiro de 2015

Parabéns Pai!


O que se diz a um pai, que nunca esperamos ver, a ranger os dentes, de olhos humedecidos, e se contraia sobre a sua dor num sorriso...
Talvez o abraço resulte, neste dia, ...
As palavras não confortam, exprimem decisões rabiscadas sem nexo, ... o estar bem, desenha-se na aparente calmaria.
Sentado junto á janela, observa a sua idade que chega, com um fardo que range num mau estar, que dilacera toda uma vida.
Abracei-o... "Parabéns Pai!"

Sem comentários: