terça-feira, 31 de maio de 2011

Sapatinhos de veludo ...

"A historia do Peter Pan, que salva os índios e a outra Índia!" disse-me acomodando o livro da sua escolha, debaixo do braço, galgando para a sua cama. Mirabulante! Anda a tomar o gosto das coisas! A irmã quer, e ele porque näo... O facto de se ler uma historia à noite, na caminha, descansa-os, e o facto é que inesperadamente, ele começou a apreciar. Seja eu, seja a mãe ... o momento é de atenção. Inicia com rimas cantaroladas, sentado junto a nós "... sapatinhos de veludo, ... "
Fiquei, talvez mais que ele, fascinado! Não sabendo ler, escuta, observa e sente, tal como a irmã ainda aprecia! Neste momento, o burläo sou eu, que nunca mais renovo a sua pequena biblioteca; as vezes que li e reli as obras dos irmãos Grimm, de La Fontaine, de Lewis Carol, de Carlo Collodi ...
Progressivamente vamos recheando as parteleiras, e o descanso näo é nenhum enquanto não for devorado! O gostar de ver, percorrer as ilustrações, as palavras, ... Aquele brilho de que "gosto do que dizes, vou sonhar com o que me lês!"
Gostamos muito!

Sem comentários: